Make your own free website on Tripod.com

Xica da Silva


A nova menina dos olhos da Manchete

Carla Regina herdou o trono de Taís Araújo depois de provar que, além de beleza, tem talento


Por Elena Corrêa

Carla Regina pode se considerar mais uma pedra preciosa que Walter Avancini acaba de botar no topo da lista de grandes estrelas. Apesar de orgulhoso do brilho de sua pupila, o diretor-geral de dramaturgia da Rede Manchete sabe que corre o risco de perdê-la para alguma emissora concorrente, como aconteceu com Taís Araújo, contratada pela Globo após se destacar em Xica da Silva. Resignado, ele diz que tem seguido o mesmo destino do mitológico Sísifo. "A missão dele era carregar pedras até o alto da montanha. Mas sempre que terminava o serviço, elas rolavam e Sísifo recomeçava", compara Avancini.

A perseverança a acompanha na ficção e na vida real

Carla começou a ser lapidada pelo exigente diretor há dois anos, quando foi descoberta entre as muitas novatas que faziam parte do elenco de apoio de Malhação. Chamada para aparecer discretamente em Tocaia Grande, na Manchete, como integrante de uma família de retirantes sergipanos, a moça mostrou que tinha potencial. E logo ganhou a Das Dores em Xica da Silva. A romântica personagem cativou o público e elevou a atriz à linha de frente da história.

Nem bem deixou o cenário abolicionista de Xica, a atriz já se aventurou no cangaço. Desta vez como protagonista de Mandacaru. Repetindo o par romântico que fez com Murilo Rosa na novela anterior, e formando um triângulo amoroso com Victor Wagner, Carla empresta muito de sua própria força à corajosa Juliana, a filha de um poderoso coronel que é seqüestrada por Tirana (Victor), o líder dos cangaceiros. De temperamento forte, ela não aceita ordens. Nem mesmo dos bandidos do sertão nordestino. "Juliana é parecida comigo. É determinada, vai atrás do que quer", orgulha-se a atriz.

Enquanto na ficção Carla está dividida entre Tirana e o apaixonado tenente Aquiles (Murilo), na vida real ela jura que continua solteiríssima. "Não encontrei ninguém que me despertasse. Mas não tenho pressa", avisa a sorridente carioca de 20 anos.

Aliás, a pressa também não faz parte da trajetória de Carla. Depois de passar pelo curso de interpretação da CAL (Casa de Artes de Laranjeiras) e pela Oficina de Atores da Rede Globo, a atriz foi à luta e conseguiu sua primeira chance em Malhação. "Foi uma escola para mim", reconhece ela.

Os encantos da jovem não passaram despercebidos ao olho clínico de Avancini. Hoje, o mestre constata que valeu a pena o investimento na atriz. "Quando a chamei para fazer Tocaia foi um teste para avaliar seu comportamento profissional. Ela progrediu e em Xica já foi protagonista, realizando seu trabalho a contento. Não gostaria de repeti-la em Mandacaru para poupá-la, mas não posso me dar ao luxo de ter atores contratados sem trabalhar", justifica o diretor.

Atriz quer estar preparada para voltar à Globo

Disciplinada, Carla cumpre à risca as ordens do mestre, como dormir e acordar cedo, não tomar bebida alcoólica, nem água gelada. Para ela, essa rigidez faz parte da preocupação que o diretor tem com o elenco. Carla não ficou chateada nem mesmo de ver suas longas madeixas serem tosadas a faca numa cena da novela. Nem quis passar pela tesoura corretiva da cabeleireira. "Já pensou se este corte vira moda?", diverte-se a atriz.

Consciente do seu próprio amadurecimento, Carla não esconde que passa pela sua cabeça a idéia de um dia voltar a trabalhar na Globo. Segundo a atriz, quem diz o contrário está mentindo. Mas, com a calma de sempre, ela aguarda chegar o momento certo para qualquer mudança. "Não penso nisso agora. Se eu for para a Globo um dia, quero estar preparada para fazer um papel bem legal e não ser apenas a amiga da mocinha da história", avisa Carla.

http://www.dopovo.com/cadg/2set97ter/telev.html


Regresar al índice